www.sem-idade.com
Portal do Avô - home homequem somoscomo anunciarnewslettercontactos
Directório de Serviços DEZ 17


Últimos Anunciantes:

    NOTÍCIAS



Ano Europeu do Envelhecimento Ativo


Data:  03-01-2012     Fonte:  Agência Ecclesia



 Responsáveis nacionais esperam maior atenção às redes de proximidade e valorização da terceira idade

Lisboa, 03 jan 2012 (Ecclesia) – O Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações, que se assinala em 2012, pode promover uma "mudança fundamental" em relação ao papel dos idosos, assinala o presidente da FITI - Federação das Instituições de Terceira Idade.

"O envelhecimento só constitui problema porque a nossa sociedade não está adaptada à população cada vez mais idosa", assinala José Carlos Batalha, em texto hoje publicado no semanário Agência ECCLESIA.

Para este responsável, cabe à sociedade "assumir a defesa dos seus mais velhos, numa ótica de solidariedade intergeracional", para "promover a qualidade de vida das pessoas à medida que envelhecem, otimizando as questões de segurança, de saúde, de participação".

"Neste momento em que vivemos um processo de estagnação económica, devemos olhar com cuidado para a questão da qualidade de vida dos nossos idosos", alerta o presidente da FITI.

A este respeito, José Carlos Batalha escreve que "é tempo de incentivar e promover a prestação de cuidados domiciliários no sentido do manter o idoso na sua habitação, sempre que possível".

Élio Abreu, presidente da direção nacional da ‘Vida Ascendente - Movimento Cristão de Reformados’, assinala, por seu lado, que o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo deve ajudar a "melhorar a compreensão de que atingir os 60 ou a ‘reforma’ é apenas uma nova etapa da vida, que convém organizar, adotando uma nova arte de viver e apreciando a vida pelo seu grande valor".

Para este responsável, a prioridade é que, "através dos meios políticos, que têm capacidade decisória", se acabem "discursos teóricos, por vezes demagógicos", e se "encararem de frente os problemas com que se debatem as famílias quando têm idosos com necessidades especiais de assistência".

"Aprender a envelhecer é, no contexto, muito importante e existe, reconhecido pela Igreja, um movimento adequado, que propõe uma reflexão cristã e uma partilha fraterna sobre o sentido da vida, os compromissos e os desafios atuais da sociedade – é a Vida Ascendente, Movimento Cristão de Reformados", acrescenta.

Manuel Oliveira de Sousa, presidente da Comissão Diocesana Justiça e Paz de Aveiro, observa, em nota enviada à Agência ECCLESIA, que este ano é "uma oportunidade para refletir sobre os efeitos do envelhecimento demográfico e sensibilizar os decisores políticos e a sociedade para o que a maior longevidade pode trazer, nas áreas do emprego, cuidados de saúde, serviços sociais, educação de adultos, voluntariado, habitação, novas tecnologias, mobilidade".

O padre Joaquim Carreira das Neves aborda, por sua vez, o tema dos "Anciãos na Bíblia", frisando que estes "dominam a sociedade culturalmente patriarcal típica da geografia humana" do texto bíblico, "a quem se deve respeito e honra".

"Pertence à inteligência humana das nossas sociedades democráticas e dos direitos humanos fundamentar os direitos dos anciãos respeitando a tradição e a história", prossegue.

O Parlamento Europeu e a Comissão Europeia declararam 2012 como o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre as Gerações, para "promover uma cultura de envelhecimento ativo na Europa, convocando valores europeus como a solidariedade, a não discriminação, a independência, a participação, a dignidade, o cuidado e a autorrealização das pessoas idosas".


<< Notícia anterior               Notícia 31 de 228               próxima Notícia >>


 
Informações Úteis Agenda de Eventos Publicidade

Hospitais Públicos Centros de Saúde Farmácias Serviço Emergências Associações Bibliotecas Museus Parques e Jardins Legislação Pessoas Desaparecidas