www.sem-idade.com
Portal do Avô - home homequem somoscomo anunciarnewslettercontactos
Directório de Serviços DEZ 17


Últimos Anunciantes:

    NOTÍCIAS



Biscoitos de amor


Data:  28-08-2011     Fonte:  DN



 Gosto pelos biscoitos da terra e da avó, mais uma boa dose de coragem foram a receita para chegar às melhores lojas 'gourmet'.

Lesmas. O nome não é muito apetecível, mas foi este doce de Ansião, a sua terra, que levou Rosa, 36 anos, licenciada em Economia, a ponderar a ideia de criar o negócio. "Estava numa altura da minha vida em que ou me estabelecia por conta própria ou procurava emprego. E pensei: o que posso fazer meu? Como na minha família se faziam muitos biscoitos, a começar pelas lesmas, que são uns bolinhos secos de azeite e canela, decidir abrir uma fábrica de biscoitos. Andei a vasculhar receitas antigas, de família e não só, fazia-as e dava-as a provar a várias pessoas conhecidas." Fixadas as receitas de arranque, em que avultam umas bolachinhas de amêndoa e outras de noz "da tia Luísa", pediu apoio à criação do próprio emprego (cerca de 30% do investimento) e usou todas as suas economias para montar a fábrica, que emprega duas pessoas "que conhecia e estavam desempregadas". Foi em Maio de 2010, em plena crise. "Mas não posso dizer que a estou a sentir muito porque só comecei a procurar clientes em Junho do ano passado, pelo que não tenho termo de comparação. E se as margens são reduzidas, também pela conjuntura, acho que estou no bom caminho. Fiz um plano de negócios a cinco anos e alguns dos objectivos foram conseguidos só ao fim de um."

No top das vendas, as bolachas de amêndoa. E dos sucessos, a entrada no clube gourmet do Corte Inglês, que confessa ter sido o seu principal objectivo. "É uma referência. E aceitaram-me de imediato o produto." Assim tão simples: agarrou nela e nos biscoitos, marcou uma reunião, e ei-los, aos saquinhos de celofane de rótulo com coração de filigrana ("Disse ao designer que queria um logótipo bem português, inspirado no galo de Barcelos e do coração de Viana, mas com um lettering actual para não parecer tudo da avozinha") nas prateleiras almejadas. Seguiram-se muitas outras lojas gourmet do País, que podem chegar à marca pelo sítio na Net - amordebiscoito.com - ou por recomendação de clientes. "Há quem experimente, goste, e queira vender."

Mas nem só do mercado gourmet, capaz de dar cinco euros por um pacote de 190 gramas de bolachas, se faz a clientela da Amor de Biscoito - o nome que com o marido escolheu para a firma - e o fabrico, por encomenda ("Não temos stock, não pode ser, o nosso produto tem quatro meses de validade"), de cerca de uma tonelada por mês. "Temos duas gamas, uma mais alta e outra, também artesanal, mas para vender nos supermercados. Na gama gourmet temos oito tipos de biscoito, na outra, a Biscoitina, cinco."

Com outros produtos "em desenvolvimento" e direccionada para a possibilidade de exportação - "cheguei até aqui e tenho outros objectivos"-, está a trabalhar em pleno Agosto, na preparação de uma feira de produtos nacionais onde os seus vão estar representados. Habitualmente pára pouco, aliás: não só é ela que faz as compras, pagamentos, procura clientes e dá uma mão no fabrico e na embalagem quando necessário, como aos fins de semana labuta, com o marido ("comercial" numa empresa) no salão de chá que abriu no edifício onde está instalada a fábrica, um complexo empresarial localizado numa antiga unidade fabril da CUF. Completa o horário apertado com uma formação na academia das PME. Não surpreende, ainda assim, que de todas as experiências profissionais - foi administradora de uma empresa municipal, trabalhou numa fábrica de cerâmica e como formadora -, eleja esta como a mais interessante. " Acredito muito no meu produto, na ideia de 'fazer como em casa'. E claro que tenho de dizer que esta foi a boa decisão: para mim própria tenho de sentir isso." Gostar do que se faz, pois. E gostar de biscoitos, especialmente destes, não é difícil.


<< Notícia anterior               Notícia 46 de 228               próxima Notícia >>


 
Informações Úteis Agenda de Eventos Publicidade

Hospitais Públicos Centros de Saúde Farmácias Serviço Emergências Associações Bibliotecas Museus Parques e Jardins Legislação Pessoas Desaparecidas