www.sem-idade.com
Portal do Avô - home homequem somoscomo anunciarnewslettercontactos
Directório de Serviços DEZ 17


Últimos Anunciantes:

    ARTIGOS



Banco de tempo, Troca por Troca - Hora por Hora


CCEB / Portal do Avô
Data:  Outubro, 2008



  No Banco de Tempo qualquer investidor que esteja disposto a dar uma hora do seu tempo para prestar um conjunto de serviços, recebe em retribuição uma hora para utilizar em benefício próprio.

Quais são os objectivos do Banco de Tempo?

  - Apoiar a família e a conciliação entre a vida profissional e a vida familiar através da oferta de soluções práticas da organização da vida quotidiana.
  - Construir uma cultura de solidariedade e promover o sentido de comunidade, o encontro de pessoas que convivem nos mesmos espaços, a colaboração entre gerações e a construção de relações sociais mais humanas.
  - Valorizar o tempo e o cuidado dos outros, estimular os talentos e promover o reconhecimento das capacidades de cada um.
  - Promover a cooperação entre várias entidades públicas ou privadas.

Os princípios que regem o Banco de Tempo:

  - Todos temos algo a dar e a receber: obrigatoriedade de intercâmbio. O Banco de Tempo não é uma estrutura em que se dá sem receber em troca, nem em que se recebe sem dar nada em troca.
  - Não há troca directa de serviços: o tempo prestado por um membro é-lhe retribuído por qualquer outro membro.
  - Troca-se tempo por tempo: a unidade de valor e de troca é a hora.
  - Todas as horas têm o mesmo valor: não há serviços mais valiosos do que outros, nem escalas de valor de serviços. O serviço prestado não tem de ser igual ao recebido.
  - A circulação de dinheiro só é possível para reembolso, previamente acordado, de despesas específicas e documentadas.
  - Os serviços prestados correspondem a actividades não profissionais que se realizem com gosto: a troca assenta na boa vontade, na lógica das relações de "boa vizinhança".

Alguns exemplos de serviços a partilhar no Banco de Tempo:

  - Acompanhamento de crianças: tomar conta de crianças, levar/buscar à escola, ajudar a fazer os trabalhos de casa, brincar;
  - Actividades recreativas: andar de bicicleta. caminhar a pé, jogar cartas, ténis, xadrez, animar grupos, tocar música. fazer de guia turístico, animar festas;
  - Ajuda doméstica: lavar o carro, a loiça, compras de supermercado, ir ao correio, à farmácia, pagar as contas, limpar o pó, passar a ferro;
  - Animais e plantas: jardinagem, acolher/tratar de animais/plantas nas férias, ajudar a dar banho a animais (gato, cão, etc.);
  - Bricolage: pequenas reparações, arranjos de carpintaria, de electricidade;
  - Companhia: acompanhamento ao médico, conversar sobre determinado tema, passear pela cidade, contar histórias, ler alto, ir a espectáculos, ao cinema, a exposições;
  - Cozinha: fazer um prato especial, cozinhar refeições para congelar;
  - Lavores: arranjos de costura, bordados, ponto cruz, croché/tricô;
  - Lições: ensinar a estudar, a descontrair, dar explicações, lições de jardinagem, informática, línguas, música, olaria, pintura, cozinha, decoração, dança;
  - Secretariado e burocracia: correcções literárias, processamento de texto, preenchimento de documentos, impostos, certificados;
  - Colaboração com o Banco de Tempo: apoio em actividades burocráticas da agência, ajuda na organização de momentos de convívio.

Fonte: Graal - Associação de Carácter Social e Cultural

<< Artigo anterior                                   próximo Artigo >>


 
Informações Úteis Agenda de Eventos Publicidade

Hospitais Públicos Centros de Saúde Farmácias Serviço Emergências Associações Bibliotecas Museus Parques e Jardins Legislação Pessoas Desaparecidas