www.sem-idade.com
Portal do Avô - home homequem somoscomo anunciarnewslettercontactos
Directório de Serviços DEZ 17


Últimos Anunciantes:

    NOTÍCIAS



Polícia ensina idosos a escapar a crimes de burlas e assaltos


Data:  08-01-2009     Fonte:  Açoriano Ocidental



  A PSP de Ponta Delgada informa sobre métodos utilizados para se burlarem pessoas idosas e apresenta um conjunto de conselhos de segurança. As indicações da polícia também visam impedir que aconteçam assaltos aos idosos quando vão levantar as suas reformas aos postos dos correios.

   A população idosa é, por força da sua idade, mais vulnerável a ser vítima de um crime de burla ou assalto. Nesse sentido, a Polícia de Segurança Pública (PSP) de Ponta Delgada alerta para a necessidade de serem revistos diversos comportamentos para se evitar a ocorrência de crimes.

   O subcomissário José Pereira, comandante da esquadra sede de Ponta Delgada, sublinha que existem diversos esquemas para burlar as pessoas idosas, em que o presumível burlão procura extrair dinheiro aos idosos.

   "As formas de burla são situações de alguma complexidade. Os burlões podem ouvir uma conversa de idosos na via pública, onde dizem que têm um filho a residir fora dos Açores. Depois os burlões utilizam essas informações para dizerem que estão a pedir dinheiro a mando dos filhos, porque estão a passar por dificuldades económicas", explica o oficial da PSP, acrescentando que algumas pessoas idosas acabam por acreditar "devido ao poder de persuasão dos burlões".

   A polícia aconselha os idosos "a nunca falarem na vida particular em público, em voz alta".

   Outro esquema utilizado pelos burlões é a apresentação de uma peça de arte, avaliada "em vários milhares de euros", solicitando a uma pessoa idosa a guarda desse objecto "por uma quantia pequena", enquanto se deslocam para outro local.

   "O idoso acaba por ceder e entregar essa pequena quantia de dinheiro, pensando que está a fazer uma boa acção, mas acaba por verificar que o objecto não vale nada e ficou sem o dinheiro que entregou como caução", adverte o comandante da esquadra de Ponta Delgada. A existência de pessoas que se fazem passar por funcionários de empresas que se deslocam à habitação dos idosos para procederem à manutenção de equipamentos ainda não foi diagnosticada nos Açores, mas a PSP alerta para a necessidade das pessoas "solicitarem sempre a identidade dos funcionários das empresas", sendo que em caso de dúvida devem ligar para as respectivas firmas a confirmar se enviaram funcionários.

   A PSP sublinha que o número de situações de burla "são reduzidas", apesar de existirem relatos de algumas situações de forma esporádica. A PSP recomenda que os idosos apresentem sempre queixa dos crimes de que possam ser vítimas.

   Como prevenir os assaltos

   Os casos de idosos vítimas de roubo por esticão estão a aumentar nos Açores porque os assaltantes procuram pessoas que aparentem maiores fragilidades e ofereçam menos resistência física, por isso a PSP recomenda que os idosos não circulem durante a noite em locais com reduzida visibilidade ou ruas isoladas. "As pessoas nunca devem mostrar grandes quantias de dinheiro ou objectos valiosos. Por vezes, as senhoras costumam mostrar os cordões de ouro, mas isso são objectos muito cobiçados", reconhece o subcomissário da PSP. José Pereira indica que o dinheiro recebido da reforma "deverá ser contabilizado de forma discreta, ao balcão dos correios, devendo ser colocado num bolso interior de difícil acesso".

   A polícia também recomenda que os idosos evitem conversar com pessoas desconhecidas, especialmente nos dias em que levantam a reforma.

   O oficial da PSP acrescenta que "é preferível levantar o dinheiro da reforma a partir do segundo dia em que o dinheiro está disponível, para evitar dar nas vistas, porque a maioria das pessoas vai levantar o dinheiro logo no primeiro dia".

   Segundo José Pereira, estas informações representam um conjunto de "técnicas para proteger o dinheiro e valores das pessoas que têm intenção de roubar".

   A PSP recomenda ainda que os idosos, se possível, estejam acompanhados de pessoas de confiança quando forem levantar a reforma, porque é mais uma garantia de segurança. "O melhor é colocar na conta bancária e levantar aos poucos, mas se não puderem fazer isso devem levantar o dinheiro acompanhadas por alguém de confiança", concluiu.

   Vigilância

   Polícia pode acompanhar idosos

   A PSP nos Açores está preparada para acompanhar os idosos no levantamento das suas reformas, que geralmente acontecem nos Correios.

   O subcomissário José Pereira mostra disponibilidade da PSP para acompanhar os idosos a levantarem as suas reformas, desde que a polícia esteja avisada de forma antecipada para coordenar o acompanhamento dos idosos.

   "Desde que exista uma programação com antecedência podemos dar esse auxílio aos idosos", sublinhou o subcomissário José Pereira. O comandante da esquadra de Ponta Delgada explicou que uma das funções das equipas de proximidade e apoio à vítima, no âmbito do policiamento próximo, é acompanhar as pessoas idosas.


<< Notícia anterior               Notícia 161 de 228               próxima Notícia >>


 
Informações Úteis Agenda de Eventos Publicidade

Hospitais Públicos Centros de Saúde Farmácias Serviço Emergências Associações Bibliotecas Museus Parques e Jardins Legislação Pessoas Desaparecidas